Imprimir

S’Imbora, o Musical - A História de Wilson Simonal – Crítica Veja SP

Escrito por Thelmo Fernandes . Publicado em BLOG

  • S’Imbora, o Musical - A História de Wilson Simonal

  • Resenha por Dirceu Alves Jr.

    O carioca Wilson Simonal (1938-2000) viu a sorte virar a seu favor com muita rapidez. Diante dos olhos do rapaz humilde e talentoso, multidões se balançavam quando seu vozeirão entoava os sucessos Nem Vem que Não Tem e Meu Limão, Meu Limoeiro. O cantor, que chegou a ser um dos mais populares do Brasil, teve a carreira arruinada depois de se envolver, em 1971, com policiais do Departamento de Ordem Política e Social (Dops), o que lhe rendeu a fama de ser informante da ditadura. Essa curva dramática já garante o interesse em torno do musical de Nelson Motta e Patrícia Andrade. Simonal (o ator Ícaro Silva, bem-sucedido ao privilegiar a personalidade do ídolo em detrimento da semelhança física) é um personagem dúbio e ganha o palco com relativa fidelidade. Não há preocupação em aliviar suas ações. O diretor Pedro Brício estabeleceu uma costura que, algumas vezes, desloca as canções de seu tempo, mas as utiliza como sólida ferramenta de dramaturgia. Um exemplo é a interpretação de Cordão, de Chico Buarque, em que Silva alcança o ápice ao expressar o sofrimento diante do ostracismo. A montagem se justifica e até emociona, ainda que se arraste além da conta. O carismático Thelmo Fernandes contribui para o humor e a leveza ao viver o produtor Carlos Imperial, representado como um anjo da guarda do protagonista. Quinze atores e oito músicos completam o elenco. Estreou em 12/6/2015. Até 26/7/2015.